• 11 3841-9377
  • contato@saogermanooncologia.com.br
Como identificar e prevenir o câncer de pele

Como identificar e prevenir o câncer de pele

20 dez 2019

A principal forma de prevenir o acometimento de um câncer de pele é atentar aos fatores de risco ligados à doença. São eles: exposição continuada a raios ultravioleta, possuir histórico familiar de câncer de pele, apresentar albinismo ou fenótipos caucasianos (pele e olhos claros, cabelos ruivos ou loiros), ter cicatrizes geradas por queimaduras ou, ainda, possuir doenças genéticas que aumentem a sensibilidade aos raios ultravioleta (como o xeroderma pigmentoso).

 

Quando não for possível se abster da exposição solar, recomenda-se o uso de protetor solar com fator superior a 30 ou roupas que cubram a pele.

 

Comumente, as manifestações do câncer de pele iniciam-se por meio de manchas na pele que coçam ou sangram, feridas que não cicatrizam em quatro semanas e pintas e verrugas que mudam de tamanho, forma e cor. É importante não confundir esses últimos sinais com dermatosa papulosa nigra – pequeninas lesões benignas (verrugas) marrons comuns em pessoas de pele negra a partir da terceira década de vida. Habitualmente, surgem no rosto, pescoço e axilas.

 

As principais alterações em pintas e manchas típicas de quadros cancerígenos são assimetria, bordas irregulares, variação de cor (presença de diferentes cores numa mesma lesão), diâmetro maior que seis milímetros e constante evolução de tamanho, forma e cor.

 

Fonte: Inca, Ministério da Saúde

Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios
Convênios